AÇÚCAR - O "doce" inimigo da tua saúde!

22 | 02 | 2019
AÇÚCAR - O

O açúcar refinado está contido e "escondido" em grande parte dos produtos que se encontram expostos e à mão de qualquer um nas prateleiras dos supermercados. Pior do que isso... encontram-se à mão das crianças. 

Desde há muito tempo que tenho vindo a erradicar o açúcar refinado da minha vida e da minha alimentação. (No meu caso, tenho uma avó com diabetes e por isso tenho de ter atenção redobrada quanto a este produto).

?Como podes começar a deixar de consumir açúcar?

Eu comecei por deixar, radicalmente, de o colocar no café e no chá... custou mas a nossa saúde está em primeiro lugar e tudo é uma questão de hábitos.

Depois comecei a beber a beber coca-cola zero (até que deixei de consumir esta bebida), não compro chocolates (excepcionalmente compro com mais de 80% de cacau para receitas ou quando tenho visitas), não compro cereais de pacote, e granolas: só como as minhas! Evito comprar molhos e ketchup (já leram bem os rótulos)? Faço os meus molhos ou então compro em lojas de produtos naturais.

Aos poucos fui fazendo maiores substituições (nas manteigas, nos iogurtes, no leite, etc...). Com o tempo os novos hábitos tornam-se parte da nossa rotina e tudo passa a ser mais simples. Hoje estou muito feliz e satisfeita com as escolhas que tenho tomado e o meu corpo agradece pois (se forem ler o "About us") nem sempre fui minha amiga e não cuidei do meu corpo como ele merecia. Felizmente tudo mudou e hoje só escolho o melhor para o meu organismo.

Todos os açucares refinados que tinha em casa: lixo! Substitui por Mel e por Agave. (Que consumo com moderação).

Quando necessário, para alguma receita, compro o açúcar de côco ou stevia.

E o mais importante: aprendi a ler os rótulos dos produtos do supermercado para não comprar os que só nos prejudicam. Isso é MUITO importante porque segundo a Ordem dos Médicos em Portugal, cerca de 40% dos portugueses não sabe interpretar os rótulos daquilo que está a comprar! Sabiam?

Lá porque essa palavra (açúcar) não esteja citada no rótulo, não significa que o produto em questão seja livre de açúcar. 

O palavra "açúcar" pode estar disfarçada e invertida por outras. São elas:

- glicose, xarope de glicose, xarope de milho, frutose, sacarose, maltose, dextrose, polidextrose, maltodextrina, extrato de malte, lactose.  (Designações terminadas em "ose").

Sempre que na lista de ingredientes a palavra açúcar ou alguma das referidas no item acima se encontre nos primeiros lugares é porque a quantidade é mesmo elevada.

As listas de ingredientes encontram-se sempre por uma ordem decrescente relativamente às suas quantidades (do produto em maior quantidade para o produto em menor quantidade).

Devemos por isso ter muito cuidado com aquilo que trazemos para dentro de nossa casa, que consumimos e que damos às crianças e à nossa família.

Hoje em dia não consigo pegar num produto e colocar no carrinho do supermercado sem antes ler o rótulo com atenção. Tornou-se um hábito. Já o faço inconscientemente.

Lembrem-se sempre: 
Temos de cuidar do nosso corpo e do que ingerimos. Comer é um ato de amor próprio!


Espero que este Post tenha sido útil.

Beijinhos, Cacau!


Frutose: açúcar encontrado nas frutas e em diversos tipos de açúcares industrializados. A frutose dos sumos de fruta e xarope de milho podem causar uma resistência à insulina, e consequentemente, diabetes, doenças cardiovasculares e obesidade.

Sacarose: formada por uma molécula de glicose e uma de frutose. A glicose será processada no pâncreas, enquanto a frutose será metabolizada no fígado, quando consumida.

Maltodextrina: grande molécula da glicose com altíssimo índice glicémico, metabolizada de forma rápida no organismo, produzindo um pico de insulina no sangue e o armazenamento de gordura.

Dextrose: a forma mais simples do açúcar e a única fonte que o nosso organismo consegue absorver. Assim como a maltodextrina, a dextrose também gera o pico de insulina que vai resultar em energia não aproveitada e ser armazenada no corpo em forma de gordura.

Lactose: açúcar naturalmente contido no leite de origem animal.